top of page
Buscar
  • Lantau

CIDADES SEGURAS UTILIZANDO TECNOLOGIA INTELIGENTE.

Atualizado: 10 de ago. de 2023


Fonte : Dino

Hoje, quase 4 bilhões de pessoas vivem em cidades em todo o mundo, com estimativas projetando que mais de dois terços da população mundial viverá em áreas urbanas até 2050. Essa rápida taxa de urbanização aumenta o estresse do descarte de lixo, poluição, consumo de energia, com impactos ambientais negativos. Sendo a China uma das nações mais populosas do mundo, enfrentar as pressões iminentes da urbanização é especialmente crucial. E eles estão apostando muito em cidades inteligentes para amenizar estes problemas.

As smart cities adotam tecnologias inteligentes de compartilhamento de dados, incluindo a Internet of Things (IOT) para melhorar a eficiência energética, minimizar as emissões de gases de efeito estufa e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos de uma cidade.



Outro ponto preocupante diz respeito à segurança pública, problema crescente para as cidades em todo o mundo. As novas tecnologias 5G, Artificial Intelligence (AI), câmaras de alta resolução, rede de dispositivos interconectados, geolocalização, software e sistemas de armazenamento em nuvem permitem que serviços públicos e privados funcionem juntos de forma mais eficiente.

Somente no início de 2020, o Congresso Nacional do Povo assinou um plano fiscal de U$1,4 trilhão para apoiar a inovação tecnológica nessas áreas. A China também está aproveitando seus gigantes da tecnologia, como Alibaba e Huawei, para apoiar o desenvolvimento e a implantação de suas cidades inteligentes.

A cidade de Shenzhen conseguiu adotar tecnologias de IA e Big Data em vários setores, como transporte, saúde e previdência social. Alguns exemplos recentes incluem gerenciamento de semáforos de acordo com as condições de tráfego em tempo real e dados em nuvem que ajudam os hospitais a acelerar o diagnóstico de casos de COVID-19, por exemplo. A infraestrutura digital ajudará a cidade a identificar em quais setores focar e alocar recursos para onde eles são mais necessários, ajudando efetivamente governos e empresas a economizar bilhões de dólares todos os anos.

A identificação facial , câmeras com alta resolução conectadas a BigData de diferentes instituições, monitoramento digital, ferramentas de vigilância são amplamente utilizadas pela polícia, governos locais, estaduais e condomínios para identificar indivíduos suspeitos de assaltos/roubos, acidentes no trânsito e procurados pela polícia.

A China exporta para diferentes países sua tecnologia em segurança cibernética, equipamentos de vigilância, técnicas de policiamento e segurança. Em abril de 2023 entre os dias 13 a 15, vai acontecer a CIOSH - China International Occupational Safety & Health Goods Expo , na cidade de Xangai, onde serão exposta todas as novidades referentes a segurança, AI, além de equipamentos e roupas de proteção, equipamentos de resgates entre outras áreas. Se você tiver interesse em participar entre em contato conosco.


16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page