top of page
Buscar
  • Lantau

Perfil China - Guangxi 广西

Atualizado: 23 de jan.


O Perfil China deste mês traz novamente o sul da China na região autônoma de Guangxi, na fronteira com o Vietnã e uma área de muita diversidade cultural, histórias conturbadas e riquezas naturais.

A capital da província é Nanning 南宁 é Guangxi tem a segunda maior população de minorias étnicas da China, atrás apenas de Yunnan 云南. Entre essas populações estão os Zhuang 壮族, maior grupo étnico chinês que representa 32% da população, com um total de mais de 10 milhões de pessoas ao todo no país.

Uma área montanhosa, ainda em grande parte intacta, Guangxi é famosa dentro da China pelas paisagens naturais, principalmente do Rio Li 丽江 na cidade Guilin 桂林, com suas formações de carstes presentes em muitos poemas épicos e pinturas ao longo da história da China.


História


Originalmente, assim como já citado no artigo de Guangdong 广东, a região foi habitada pelos povos Baiyue 百越 e se tornou parte da China durante a Dinastia Qin 秦朝, a primeira a unificar o país.

Posteriormente, um reino independente foi fundado pelo general Zhao Tuo, entre 214 a.C e 111 a.C, caindo com a expansão para o sul da Dinastia Han 206 a.C-220 d.C). Durante a Dinastia Tang (618-907), a província foi dividida em duas, a parte a oeste da Nanning de maioria Zhuang e a parte a leste de maioria Han 汉族.

Com a queda da Dinastia Tang e ascensão dos Song (960-1279), Guangxi passou a ser pressionada pelos Song ao norte e leste e pelos Jiaozhi (atual Vietnã) ao sul. Foi nessa conjuntura que Nong Zhigao liderou uma revolta Zhuang em 1052, criando um reino independente. Embora tenha durado poucos anos, ele ainda é tido como um herói entre a população Zhuang nos dias atuais.

Fonte: Wikipedia.

Ainda com uma série de outras idas e vindas, Guangxi foi o palco do início da Segunda Guerra do Ópio com o assassinato de Auguste Chapdelaine por oficiais locais em 1858. Esse evento acabou por legalizar a interferência estrangeira no interior da China, até então contida na região litorânea do país.

Guangxi se separou da Dinastia Qing (1636-1911) em 6 de novembro de 1911 depois do evento conhecido como Wuchang Uprising, que levou à queda do último imperador.


Paisagem do Rio Li em Guilin. Fonte: Wikipedia.

Após a fundação da República da China por Sun Yat-sen, como vimos no artigo sobre a Guerra Civil, o país seguiu altamente fragmentado, e Guangxi possuía uma das milícias locais mais fortes.

Sem ter influência dos comunistas, tornou-se um forte reduto do KMT e seus batalhões foram os escolhidos por Chiang Kai-shek para executar o Massacre de Shanghai em 1927 (evento também detalhado no artigo sobre a Guerra Civil Chinesa). A província não caiu durante a guerra civil e se juntou à república popular de Mao Zedong apenas dois meses após sua fundação em 1 de outubro de 1949.

Como último destaque, durante a Revolução Cultural (1966-1976), Guangxi vivenciou o Massacre de Guangxi entre 1967 e 1968 que resultou entre 100.000 e 150.000 mortos.


Economia


Mesmo com o crescimento explosivo dos anos 90, Guangxi apresentou taxas aquém da média nacional, permanecendo majoritariamente como um destino turístico até os anos recentes, com o deslocamento de indústrias da vizinha Guangdong 广东 para a parte leste da província.

Embora as baixas taxas de industrialização sejam um problema para o crescimento econômico, Guangxi tem, efetivamente, um amplo acervo de paisagens e belezas naturais para oferecer. Destaque para Guilin, já mencionada na introdução deste artigo.

Guangxi é forte no agro: arroz, milho, batata doce, cana de açúcar, amendoim e tabaco estão no leque de produtos que a província oferece hoje. Já na parte mineral, foram descobertas novas reservas de bauxita na província em 2007, estimadas em 120 milhões de toneladas, o que poderá trazer um incentivo a mais para a economia local.

Fonte: Wikipedia.

Em números de 2017, Guangxi apresentou um PIB de $302 bi (17º da China) e um PIB per capita de $5.700,00. Uma distância grande da sua vizinha que figura na primeira colocação do ranking nacional.

Guangxi é um excelente exemplo de como o crescimento explosivo da China nas últimas décadas se deu de forma desigual em suas regiões, mas também mostra uma tendência interessante e que vem ficando cada vez mais clara, agora que as províncias do interior começam a crescer: enquanto as áreas costeiras se desenvolveram mais cedo, muito empurradas pela flexibilização da entrada de investimento estrangeiro direto, as áreas internas do país estão se desenvolvendo principalmente com capital chinês privado, de empresas das áreas desenvolvidas que buscam melhores oportunidades no interior do país.





29 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page