Buscar
  • Lantau

China Standards 2035

Chamar os planos do governo chinês de ousados virou quase um ambiguidade. Como nosso sócio que mora em Xangai usualmente diz: “chinês não sabe brincar”. O mais novo plano do governo chinês reforça ainda mais essa ideia, o China Standards 2035 desafia a hegemonia norte-americana e européia no âmbito tecnológico.

O novo plano do governo de Pequim visa aumentar a força das tecnologias chinesas, além de reforçar influência daquele país no desenvolvimento de novas tecnologias. Sem dúvida alguma vai enfrentar diversos desafios. O “China Standards 2035” é um plano ambicioso de 15 anos que visa preparar o terreno para levar a China ao posto de potência decisora dos novos padrões tecnológicos.


Os padrões tecnológicos são cruciais para o desenvolvimento das tecnologias que utilizamos hoje, como por exemplo o 4G e 5G. São especificações de ordem técnica que definem não apenas como a tecnologia funciona mas também sua interoperacionalidade. É graças a existência desses padrões que, podemos seguir utilizando nossos aparelhos celulares e notebooks mesmo quando estamos fora do nosso país de origem.


Usualmente esses padrões são definidos por profissionais especialistas e empresas de origem norte-americana e européias. Mas com o “China Standards 2035” a China têm incentivado empresas e especialistas chineses fazerem parte do esforço global para definição dos padrões para as próximas tecnologias de ponta.


E se esse plano for de fato bem sucedido? O que significaria isso? Resumidamente significa que o mundo operaria com base em premissas tecnológicas chinesas. Ou seja, todas as tecnologias que seriam desenvolvidas daqui para a frente teriam que seguir as regras que a China definisse. Inevitavelmente isso também se traduziria em um aumento da vantagem competitiva de empresas de tecnologia chinesas.


O maior desafio para o plano chinês é justamente como são tomadas as decisões atualmente. Os padrões para a indústria de tecnologia são definidos por meio de “conselhos”, onde se juntam especialistas e indústrias líderes no setor para de maneira conjunta definir as diretrizes. Isso significa que a menos que os padrões que a China pretende definir sejam restritas ao seu próprio território, não será tão simples assumir o protagonismo.


Isso não impede de a China, através de suas empresas e especialistas, dar sugestões de como os padrões deveriam ser estabelecidos. Mas como já falado anteriormente um consenso deve ser atingido com os demais líderes do setor.


#china #chinesetechnology #standard #chinastandards2035 #blueprint #us #europe


Referência:


https://www.cnbc.com/2020/06/22/china-standards-2035-tech-plan-could-face-challenges-to-live-up-to-hype.html



31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo