top of page
Buscar
  • Lantau

Perfil China - Shandong 山东

Atualizado: 4 de abr.


A província de Shandong, que engloba a península que leva o mesmo nome, é um centro cultural da cultura Han chinesa, além de ter uma importância religiosa para o Taoísmo, o Budismo chinês e o Confucionismo.

Sendo uma das três províncias com população acima dos 100 milhões de habitantes (junto com Henan 河南 e Guangdong 广东, ambas já contempladas na nossa série Perfil China), Shandong tem atualmente o terceiro maior PIB da China, com 1,3 trilhões de dólares em 2021.

Shandong é o local do nascimento de Confúcio (551 a.C.-475 a.C.) na cidade de Qufu 曲阜, importante filósofo chinês cujos pensamentos e ensinamentos permeiam a cultura chinesa até os dias atuais, similar a influência que a filosofia da Grécia Antiga tem sobre a cultura ocidental.

Com mais de 150 instituições de ensino superior, a província é um dos maiores centros de P&D da China.


História


  A península foi habitada por culturas neolíticas desde 6500 a.C. Durante as duas primeiras dinastias chinesas de Shang 商朝 (1600 a.C.-1045 a.C.) e Zhou 周朝 (1046 a.C.-256 a.C.), a parte oeste de Shandong foi dominada pela China Imperial, enquanto o leste permaneceu sob controle dos povos Douyi. Esses povos acabaram sendo progressivamente incorporados na cultura chinesa e a unificação da província ocorreu de forma natural.

A província foi unificada com o restante da China na dinastia Qin 秦朝 (221 a.C.-206 a.C.) e subsequentemente invadida pelos povos do norte junto com o restante do norte da China.

O controle da região foi retomado em 589 pela dinastia Sui 隋朝 (581-618) e a moderna Shandong foi criada pela dinastia Ming 明朝 (1368-1644) com um território maior do que o atual, englobando parte do que hoje pertence à Liaoning 辽宁. Suas fronteiras atuais foram delimitadas na transição de Ming para Qing 清朝 (1644-1912) em 1644.

Já no século XIX, a invasão da Manchúria pelo Império Russo em 1860, levou aos Qing adotarem políticas de incentivo para migração da população Han de Shandong para o nordeste chinês, conhecido como Dongbei 东北. Essas políticas fizeram com que grande parte dos atuais habitantes do nordeste tracem suas origens até Shandong.

A península passou a sofrer grandes influências estrangeiras com Qingdao 青岛 sendo cedida aos alemães em 1897 e Weihai 威海 aos ingleses em 1898. Posteriormente a Alemanha assumiu controle total da província e investiu de forma intensa na construção de sua infraestrutura, com portos, estradas, fábricas etc.

Já durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), o Japão tomou controle das antigas posses alemãs e essa posse foi formalmente reconhecida com a assinatura do Tratado de Versalhes em 1919, que encerrou oficialmente o conflito.

A formalização da ocupação japonesa criou o que ficou conhecido como o “Problema de Shandong” (the Shandong problem) e acabou sendo o gatilho para as revoltas do Movimento de Quatro de Maio em Pequim.

A presença do Japão permaneceu até o fim da Segunda Guerra Mundial (1937-1945), quando Shandong passou a ser controlada por coronéis regionais, alinhados em diferentes graus com o governo nacionalista do Kuomintang 国民党 (KMT). Já no final da Guerra Civil (1945-1949), as tropas do KMT foram expulsas de Shandong em junho de 1949.

Após a fundação da República Popular da China em 1949, Shandong foi uma das regiões mais afetadas pela grande fome, resultado das políticas econômicas desastrosas conhecidas como Grande Salto Adiante (1958-1962), com vítimas estimadas em mais de 6 milhões de pessoas.

 

Economia

 

O PIB de Shandong é comparável ao PIB do México segundo dados do Governo Chinês e a maior produtora nacional de produtos como: algodão, trigo, alho, ouro e diamantes.

Embora tenha sofrido com as políticas das décadas de 50 e 60, hoje Shandong é uma das províncias mais ricas do país, lar de grandes empresas como Tsingtao Beer, Haier e Hisense, duas das maiores fabricantes de eletrodomésticos da China.

Também vale destacar a produção de vinho crescente na costa norte da península, uma indústria que soube se aproveitar das condições climáticas favoráveis da região e tem apresentado taxas de crescimento elevadas nos últimos anos.

No lado da infraestrutura, Shandong possui três grandes portos em Yantai 烟台, Weihai e, o maior deles, Qingdao.

Com um parque industrial forte e uma história rica, Shandong é uma das regiões mais populosas e dinâmicas da China. Situada entre o norte e o sul do país, Shandong tem uma importância vital no desenvolvimento nacional e na manutenção das taxas de crescimento nacionais.

 

32 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page